Saúde Ocupacional: tudo o que o RH precisa saber

A sua empresa pode ser micro, pequena, média ou grande — não importa o tamanho: a Saúde Ocupacional é obrigatória e fundamental. Essa área, que visa a prevenção de problemas relacionados ao trabalho, é de suma importância para evitar possíveis doenças físicas ou mentais causadas, muitas vezes, pela rotina e/ou ambiente de trabalho.

Portanto, também é fundamental que você, RH, saiba certinho o que é Saúde Ocupacional, como ela funciona, e todos os detalhes acerca dessa área. Foi pensando nisso que nós, da Metadados — empresa que desenvolve Sistema para a gestão de RH — preparamos este material completo sobre o tema, para você estudar e consultar sempre que precisar.

O que é Saúde Ocupacional?

Saúde Ocupacional (SO) nada mais é do que um setor específico dentro da grande área da saúde que lida unicamente com a saúde voltada para o trabalhador.

Dentro das empresas, é a área voltada à prevenção de doenças e acidentes de trabalho, que busca promover o bem-estar — físico e mental —, através do cumprimento das normas e leis do Ministério da Economia – Secretaria do Trabalho.

Por ser o núcleo estratégico dentro das organizações, o departamento de Recursos Humanos e seus profissionais de RH, portanto, estão diretamente ligados à Saúde Ocupacional, sendo eles os responsáveis pelas orientações, direcionamentos e cumprimento das normas.

Quais as vantagens?
A legislação brasileira é rigorosa e detalhista no que se refere à Saúde Ocupacional. Entretanto, não é só por isso que devemos nos preocupar com essa área e seguir à risca as normas previstas em lei.

Colaboradores saudáveis são mais engajados, motivados e produtivos. Faltam menos, consomem uma quantidade menor de recursos com despesas médicas e assistenciais e ajudam a baixar o índice de sinistralidade dos planos de saúde, o que contribui para mensalidades e reajustes menores.

Se ocorre uma situação que compromete a saúde ou o bem-estar do trabalhador de alguma maneira, a empresa pode ter conflitos judiciais por parte do funcionário afetado — situação esta que poderia ter sido evitada por meio da Saúde Ocupacional.

Além de evitar os riscos já existentes, a implementação de um programa de SO também é capaz de detectar novas ameaças e outros erros que possam surgir, gerando novas propostas de soluções. Por tudo isso é que a Saúde Ocupacional pode ajudar na promoção do crescimento da corporação e melhorar a visão da sociedade em relação à empresa.

Colaboradores saudáveis e satisfeitos reduzem o absenteísmo e melhoram a produtividade. Ou seja, tanto o trabalhador quanto o empregador ganham com isso.

Como a Saúde Ocupacional funciona?
Dentro da Saúde Ocupacional existem inúmeros programas que visam a proteção do trabalhador. A maioria deles têm nomes grandes que são abreviados por siglas e, por isso, podem assustar à primeira vista. Mas não se preocupe, RH! Nós vamos entender cada um deles, seus papéis e diferenças para a saúde do trabalhador.

PPRA — Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

PCMSO — Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

PGR — Programa de Gerenciamento de Riscos

ASO — Atestado de Saúde Ocupacional

PPP — Perfil Profissiográfico Previdenciário

LTCAT — Laudo Técnico de Condições Ambientais de Trabalho

CAT — Comunicação de Acidente de Trabalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Open chat